Cinema

Mostra Cinema Infantil

[Cinema] Mostra de Cinema Infantil 2016

Oie, pessoal!!

No dia 02 de julho começou a décima quinta edição da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis, idealizada pela querida Luiza Lins.

Durante a semana, acontecem as sessões escolares já agendadas e nos finais de semana, rolam as exibições de curtas e longas-metragens, além de uma programação cultural especial para a criançada.

E o melhor de tudo?! É cinema de qualidade GRATUITO!! Com direito à pipoca quentinha no final da sessão!!

Mostra de Cinema Infantil

A Mostra acaba neste final de semana, dia 10 de julho, com a exibição de vários filmes bacanas, como o longa de animação “Asterix e o domínio dos deuses” no sábado. E também vai ter show da rapper MC Soffia!!

Mostra de Cinema Infantil

Está imperdível! 🙂

FAM 2016

[Cinema] FAM de todos

No dia 19 de junho comemoramos o Dia do Cinema Brasileiro e para celebrar esse mês especial sugiro uma ida às sessões de cinema do FAM – Florianópolis Audiovisual Mercosul, em sua 20 edição, que acontece até o 24 de junho, no Centro de Cultura e Eventos da UFSC em Florianópolis/SC.

Tem filmes curtos e longos para todos os gostos, inclusive para as crianças, nas mostras infanto-juvenis que acontecem entre os dias 21 e 23 de junho, em dois programas exibidos alternadamente, um pela manhã, a partir das 9 horas, e outro à tarde, às 14h30, no Auditório Garapuvu do Centro de Cultura e Eventos da UFSC.

Serão exibidas animações e obras de curta e longa duração, realizadas aqui pelo estado, por todo o Brasil e também em países integrantes do Mercosul, como Argentina e Chile.

A entrada é gratuita e é uma ótima oportunidade para conhecer o que está sendo feito fora do circuito comercial (o famoso conhecido cinema de Shopping Center) e ampliar o repertório de toda a família com conteúdo de qualidade!!

Vale a pena!!

Nós estaremos por lá! ❤

O FAM 2016 tem o patrocínio da Petrobras com apoio da Secretaria de Cultura da Universidade Federal de Santa Catarina e realização da Associação Cultural Panvision.

O Começo da Vida

[Cinema] O começo da vida

08A produtora Maria Farinha acaba de lançar nos cinemas, mais um documentário imperdível: “O começo da vida”, dirigido pela competente Estela Renner, a mesma diretora dos chocantes “Criança, a alma do negócio” e “Muito além do peso”, documentários brasileiros excelentes que discutem o consumismo precoce e a epidemia de obesidade infantil, respectivamente.

Já disponível no Netflix, “O começo da vida” aborda a importância dos primeiros 1000 dias na vida dos bebês, e como essa primeira infância vai definir toda a trajetória humana deste novo ser.

Estela Renner reúne especialistas para discutir o papel essencial e presencial dos pais nesta primeira fase de desenvolvimento infantil, e como a sociedade não compreende que muitos dos problemas existentes, como a triste violência urbana e a falta de empatia entre os indivíduos, estão relacionados a um sistema que sobrecarrega os pais e mães de trabalho, obrigando-os a se separarem precocemente dos filhos e desvalorizando aqueles que optaram por se dedicar a educar integralmente seres humanos melhores para o mundo! O Começo da Vida

O documentário aponta para a importância dos pais serem mais participativos e assim permitirem que as mães fiquem menos sobrecarregadas e possam ser mães melhores para seus bebês.

Se queremos realmente um mundo melhor, é preciso cuidar do começo da vida destes pequenos seres que chegam diariamente. E se eles dependem dos pais, a sociedade precisa se voltar para esses pais e atender suas necessidades básicas para que eles possam exercer a maternidade e paternidade com plenitude!O Começo da Vida

Vale a pena assistir o documentário e refletir sobre os papéis que estamos exercendo dentro da sociedade!!

Para Estela Renner, não basta cuidar apenas do seu próprio filho, afinal ele irá se relacionar o tempo todo com outras pessoas. É preciso ter senso coletivo e de comunidade, atentando-se também ao próximo, para qu0800e todos se beneficiem com crianças crescendo saudáveis e felizes, tendo todas as suas necessidades básicas atendidas!!

A casa dos contos de fada

[CINEMA] A casa dos contos de fada

Este filme francês de Dominique Monféry (2009) é uma singela animação em 2D que tem o pequeno Nathaniel como protagonista, herdeiro de uma antiga biblioteca de sua tia Eleonora, com fábulas infantis famosas e com personagens mágicos!!  (mais…)

NetFlix

[Educação] 5 excelentes filmes para o público infantil disponíveis no Netflix

Olá, pessoal!

Hoje vou falar sobre o Netflix, minha descoberta recente após cancelar nosso plano (hiper completo) de tv paga.

Tendo uma tv com acesso à internet e pagando o valor sugerido*, temos disponíveis filmes de excelente qualidade, além de séries, conteúdo musical e infantil.

E além do Netflix, também acessamos qualquer conteúdo disponível no youtube e vimeo.

Com o tempo, percebemos que só ligávamos a tv para ver filmes e alguns seriados, então resolvemos fazer uma experiência de 1 mês tendo tv paga e Netflix simultaneamente à disposição, e constatamos que o Netflix sozinho supria todas as nossas necessidades.

Convido vocês a fazerem a experiência!

Com o Netflix podemos selecionar o que assistir e assim estarmos mais seguros diante dos conteúdos infantis sem qualquer tipo de publicidade, já pensando na Amélie espectadora.

Para quem não sabe, bombardeio publicitário em crianças é abusivo, é proibido e/ou regulado rigidamente em vários países e ainda está sendo regulado no Brasil. Falta mais fiscalização e cobrança do público.

Saiba mais sobre o Movimento Infância Livre de Consumismo que critica a publicidade infantil aqui

E também recomendo aos pais este documentário crítico sobre consumismo infantil, disponível gratuitamente no youtube: “Criança, a alma de negócio” de Estela Renner.

http://youtu.be/49UXEog2fI8

Crianças não tem discernimento ainda e a publicidade acaba incentivando o consumismo precoce, gerando frustração e estados depressivos, uma vez que nem todos os seus desejos podem ser atendidos.

E sabemos que isso acontece com adultos, que já tem poder aquisitivo, diferente das crianças, e muitas vezes se endividam, perseguindo padrões de vida irreais e ilusórios, vendidos constantemente nos anúncios e conteúdos publicitários, agora também presentes nas mídias sociais.

Assim, o Netflix se apresenta como uma poderosa alternativa aos pais!

Listei aqui 5 filmes excelentes disponíveis no Netflix para o público infantil:

  1. A invenção de Hugo Cabret – mais detalhes neste post
  2. Jumanji
  3. Matilda
  4. Up – altas aventuras
  5. Super 8

São filmes divertidos, ora homenageando à história do cinema, como já comentei aqui no Sementinha de Gente, ora apresentando protagonistas em seus dilemas escolares e peripécias juvenis.

Vale a pena conferir e experimentar uma nova forma de consumir conteúdo audiovisual no conforto de casa!

Garanto que esse é o futuro (nada distante) que nos espera: escolhermos o que consumir e pararmos de sermos reféns de conteúdos pobres com excesso de publicidade.

Os profissionais da área da comunicação já perceberam essa grande mudança do público e tem quebrado a cabeça para pensar como se inserir nas relações de consumo, uma vez que esses consumidores tem se tornado protagonistas de suas escolhas.

Bora?!

Snoopy & Charlie Brown

[Cinema] Snoopy & Charlie Brown

Snoopy & Charlie Brown“Snoopy & Charlie Brown – O filme” de Steve Martino (2016) é uma animação infantil com abordagem bem simples, inspirada nas famosas tirinhas de Charles Schulz.

A história mostra o contexto escolar do personagem Charlie Brown, apelidado de Amendoim (Peanuts) que é um pouco desajeitado e acaba refém dos coleguinhas por conta disso. 

Quando uma garotinha nova se muda para seu bairro e escola, ele acredita ter a chance de fazer diferente e conquistá-la, com a ajuda do seu cãozinho Snoopy.Snoopy & Charlie Brown

Um mal entendido vai fazê-lo se tornar popular na escola e ele precisará decidir entre fingir ser o que não é para ser aceito ou falar a verdade e talvez voltar a ser impopular.

O filme fala basicamente sobre a importância de ser honesto consigo mesmo e com os outros, custe o que custar, abordando superficialmente o bullying. 

Poderia ter mais profundidade, porém se considerarmos que é um filme para crianças de até uns 9 anos, ele até tem algum valor, na medida que problematiza (bem pouco, claro!) a questão da impopularidade na escola.

Depois dos pimpolhos assistirem, vale a pena bater um papo sobre como eles se sentem na escola, se caçoam de alguém ou são caçoados, se já fingiram ou mentiram para se sentirem amados, entre outras questões que possam inspirar a família.

Com a mediação dos pais, o filme rende uma boa conversa sobre as relações estabelecidas no ambiente escolar. 

Espero que tenham gostado e até a próxima! 🙂 

1 2 3 4 5